Como tratar Disfunção Erétil RJ

Solicite o Contato de um Especialista

DISFUNÇÃO ERÉTIL

A disfunção erétil , antes conhecida por impotência , é a incapacidade de se obter ou manter uma ereção adequada para a prática da relação sexual. Não deve ser confundida com a falta ou diminuição no "apetite sexual ", nem como dificuldade em ejacular ou em atingir o orgasmo.

Milhões de homens passam por esse problema. As estatísticas mostram uma incidência de 5% nos homens aos 40 anos e até 25% aos 65 anos. Quase todos aqueles que são sexualmente ativos já experimentaram um episódio de impotência pelo menos uma vêz na vida.

Agora que já vimos como se dá a ereção,fica fácil entender que ela é um processo fisiológico aonde vários segmentos do organismo entram em ação para que o pênis obtenha seu resultado final... Quando a ereção falha , várias são as causas possíveis ; sendo que podem agir isoladamente ou em conjunto umas com as outras.

No momento em que o homem tem uma patologia que leva a impotência, quase sempre à esta patologia se soma o fator emocional que contribui para agravá-la ainda mais. Deste modo , a natureza multifatorial da disfunção erétil , incluindo os fatores orgânicos e psicológicos requer, para seu controle , uma equipe multidisciplinar , tanto para o diagnóstico como para o tratamento adequado.

O medo que o homem experimenta ao passar por um ou sucessivos fracassos sexuais provoca nele uma enorme sensação de inferioridade com grande impacto psicológico , que o acompanha 24 horas por dia. Com isso , advém os problemas de relacionamento familiar, matrimonial , profissional , financeiro, social, etc.

Muitas vezes a disfunção erétil pode estar relacionada com a depressão ,a perda de auto-estima, a ansiedade , às tensões com determinada parceira ou certas situações como o medo de contrair doenças , por exemplo a AIDS.

A preocupação excessiva que o indivíduo pode ter com a sua performance sexual também é causa comum de disfunção erétil , principalmente se o homem já for para a relação , achando que vai falhar ou que não vai conseguir satisfazer sua parceira.

Quando somente um único episódio de falha ocorre , o melhor a fazer é esquecer ; porém , se estas falhas se tornarem freqüentes , pode ser este o primeiro sinal de uma doença orgânica , e assim uma avaliação médica deve ser considerada.

Até hoje , não há trabalhos estatísticos relacionando a incidência de disfunção erétil em diferentes grupos de homens, seja no aspecto geográfico, social, étnico, sócio-econômico ou cultural.

Sabemos que a capacidade erétil diminui com a idade, tendo maior prevalência em idosos; mas isso não quer dizer que todos os idosos sejam impotentes ou que não possam curar seus problemas de impotência.

Disfunção Erétil